BARACK OBAMA ABRE EVENTO EM SÃO PAULO

BARACK OBAMA ABRE EVENTO EM SÃO PAULO

 

O ex-presidente dos EUA Barack Obama esteve em São Paulo, na quinta-feira (30), para participar de uma palestra de abertura do evento Vtex Day, organizado pela empresa de sotwares do Rio de Janeiro de mesmo nome que abastece empresas como Coca Cola, Walmart, C&A e McDonald´s.

A ação ocorreu no São Paulo Expo, na rodovia Imigrantes e contou com um público de 10 mil pessoas. É a terceira visita ao país.

Obama defendeu posicionamentos um tanto opostos aos quais são pregados pela agenda de liberalização econômica como a cobrança de impostos de modo coerente de empresários, que deveriam ficar contente em arcar com tributos ao estado. O ex-presidente ainda citou que não há mercado eficaz sem um Estado que funcione de modo idêntico.

Obama participou de um bate-papo de 50 minutos e abriu o discurso lembrando sobre como uma professora da escola que estudou no Havaí aos dez anos conseguiu inspirá-lo
a seguir adiante os estudos.

“O poder de inspirar uma criança é um dos maiores presentes que um professor pode dar. Um mau professor pode te ensinar álgebra e outras coisas. Mas grandes professores
conseguem te ajudar a identificar as coisas que previnem você de ser aquele que você quer ser”, disse. Na primeira fila da plateia estavam professores da rede pública convidados
pela organização do evento a assistir a palestra.

“Não pode ter mercado funcionando direito sem ter um governo que funciona, sem estado de Direito, sem transparência. Se há corrupção e uma empresa precisa pagar propina, não há
bom governo nem um capitalismo que funciona”, afirmou o ex-presidente norte-americano na sequência.

Instado a falar sobre o seu papel hoje no mundo, Obama disse querer treinar uma nova geração de líderes politicos, algo que ele considera essencial para reduzir desigualdades em países como o Brasil.

“Quero ajudar jovens a empoderar suas comunidades para mudar o mundo. No Brasil há muita gente que poderia estar fazendo coisas incríveis se tivesse a chance. Morei num país
que apesar dar desigualdades crescentes pôde me dar a educação necessária para ser presidente”, ponderou.

“Prover serviços básicos às crianças não é caridade, é o essencial para garantir os direitos humanos básicos”, acrescentou o ex-presidente, que citou Singapura e Finlândia como países que conseguem prover a educação necessária para criar oportunidades às suas gerações mais jovens.

O ex-presidente usou o fato para dizer que a diferença entre ele e as crianças está nas oportunidades que teve ao longo da vida e que só investimentos em educação mudariam a situação de pobreza no Brasil. Em seguida, defendeu a inserção de mulheres e negros na política.

Obama abordou ainda os momentos difíceis à frente da presidência dos Estados Unidos , cargo que ocupou entre 2009 e 2017. O dia mais duro para ele foi confortar a familia de uma
criança assassinada em sala de aula. Obama aproveitou para criticar as leis de armamentos dos Estados Unidos.

“A lei de armas nos EUA não faz sentido , as pessoas podem comprar qualquer tipo de armamento nas lojas, pela internet… Eu tive que falar com pais de crianças mortas e eu não
pude nem prometer que isso mudaria porque não poderia mudar as lei (de armamento). Esse foi o dia mais frustrante do meu governo”, relatou Obama , sob fortes aplausos da plateia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook20