Memorial expõe trabalhos de Tiago Santana e Marcos López em galeria virtual

Memorial expõe trabalhos de Tiago Santana e Marcos López em galeria virtual

Os fotógrafos Tiago Santana e Marcos López são os novos artistas que integram a galeria virtual Uma Janela para América Latina, do site do Memorial da América Latina. A proposta do espaço é apresentar, mensalmente, dois artistas latino-americanos com representatividade no circuito das artes, contando sempre com um convidado brasileiro. 

Tiago Santana é cearense da cidade de Crato, no Cariri, vizinho a Juazeiro do Norte e tem como eixo temático principal de sua fotografia a sua própria terra: o sertão nordestino. Na galeria, estão obras dos trabalhos Benditos, ícone da “nova” fotografia documental brasileira e O Chão de Graciliano, registro do local onde o escritor Graciliano Ramos nasceu e passou a infância, trabalho realizado em parceira com o jornalista e escritor Audálio Dantas e vencedor do Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Santana é diretor artístico do FotoFestival Solar em Fortaleza e fundador da Editora Tempo d’imagem.

Marcos López tem um trabalho carregado de cores e influências de figurinos e adereços Ultrakitsch, usados em alegorias, para retratar a “América Latina globalizada”. López é  considerado o David La Chapelle Tropical, por apresentar em suas fotografias uma estética plástica e fantástica da arte pop, da publicidade e da moda adaptados a uma realidade terceiro-mundista. Na galeria, podem ser vistas obras das séries Pop LatinoSurrealismo Criollo e Vuelo de Cabotaje.

A galeria virtual Uma Janela para a América Latina tem como objetivo divulgar a produção de arte latino-americana contemporânea para que ela chegue em qualquer lugar do mundo. Os artistas Paulo Von Poser e Ivan Ciro Palomino foram os primeiros a terem seus trabalhos expostos no espaço, inaugurado em junho.

Sobre

Tiago Santana

Fotógrafo e editor, atua desde 1989 desenvolvendo ensaios pelo Brasil e América Latina.  Em 1994 recebeu a Bolsa Vitae de Artes com o projeto Benditos, livro publicado em 2000; e o Prêmio Marc Ferrez de Fotografia, em 1995. Em 2007 ganhou os Prêmios Conrado Wessel de Ensaio Fotográfico e APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte, pelo ensaio O Chão de Graciliano. Em 2010 recebeu o Prêmio Porto Seguro Brasil de Fotografia. Em 2011 teve seu trabalho Sertão publicado na coleção francesa Photo Poche. Em 2014 publicou o livro Céu de Luiz. É diretor artístico do Fotofestival SOLAR e fundador da Editora Tempo d’Imagem em Fortaleza, no Ceará.

Marcos López

Argentino de Santa Fé, Marcos López é fotógrafo e artista plástico. Começou a fotografar em 1978, aos 20 anos. Em 1982, ao conquistar uma bolsa de estudos no Fundo Nacional para as Artes, mudou-se para Buenos Aires. Com um grupo de 12 fotógrafos, criou o Núcleo de Autores Fotográficos, círculo de discussão, crítica e pesquisa da fotografia como meio de expressão. Ao longo dos anos, realizou vídeo-documentários e aventurou-se na pintura e na instalação. Em 2016, foi convidado pelo Centro Cultural Kirchner, para participar das comemorações do bicentenário da Independência da Argentina, com a exposição “Ser nacional”.  Também expôs na Espanha, Itália, França, Inglaterra, Estados Unidos e México.

Serviço

Uma Janela para América Latina
Site do Memorial da América Latina
https://memorial.org.br/uma-janela-para-a-america-latina/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook20