Dona Dalva conduzirá Fórum de Temas Nacionais da ADVB-SP

Dona Dalva conduzirá Fórum de Temas Nacionais da ADVB-SP

Evento vai abordar qualidade de vida, sob a ótica da “mulher ícone” do municipalismo no Brasil 

Dalva Christofoletti Paes da Silva, ou simplesmente a Dona Dalva, como é conhecida e carinhosamente tratada no ambiente do municipalismo, será a palestrante do próximo Fórum de Temas Nacionais da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil – FTN ADVB-SP. Na pauta, “Mulheres no Desenvolvimento Social, Econômico e Político e o Movimento Municipalista no País”.

Transmitido ao vivo, dia 11/11, às 19h, pelo canal YouTube da ADVB.TV, evento contará com a participação da jornalista e painelista Silvia Melo, presidente executiva da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp). Na moderação, a master coach Cristina Calligaris, vice-presidente do Núcleo ADVB Mulher.

“Vou destacar a condição da mulher no atual cenário econômico e social. Apresentar dados que apontam avanços ainda insuficientes para a necessária equidade de gêneros”, antecipa Dona Dalva. “Adoraria que não fosse preciso existir entidades em defesa de direitos da mulher”, complementa.

A painelista Silvia Melo destacará a participação das mulheres no cenário político institucional. E a presença feminina na campanha eleitoral em curso, para disputar os cargos de prefeito e vereador.

Ícone

Com 17 anos, ainda menina magra e alta, Dona Dalva participou do seu primeiro Congresso de Municípios. “Eu era a única mulher entre 200 senhores de terno escuro e engravatados”, recorda a profissional de Relações Públicas e membro do Conselho Técnico Multidisciplinar da Associação Paulista de Municípios, desde o dia 1º de abril de 1954, onde foi diretora executiva por mais de 26 anos.

Muito bem quista por Ulisses Guimarães, ela teve o apoio necessário para iniciar a Marcha dos Prefeitos a Brasília em Defesa do Municipalismo, evento anual que, pela primeira vez, teve uma edição (a 23ª, em maio de 2020) cancelada, devido à pandemia da Covid-19.

Seu currículo inclui organização de várias outras iniciativas que também foram muito bem-sucedidas, à frente do CEAME- Centro de Estudos e Apoio aos Municípios e Empresas, criado em 1992 para atender as entidades municipalistas quando da comercialização de espaços das Exposições Paralelas aos seus Congressos e outros eventos.

Dona Dalva foi a primeira mulher a compor o Conselho Consultivo da ADVB, além de fundadora e coordenadora nacional adjunta do Movimento de Mulheres Municipalistas – MMM, que é o braço da Confederação Nacional de Municípios (CNM, com sede em Brasília). Exerceu, por 18 anos, a pasta da Secretaria de Educação, Cultura, Esportes e Turismo de Rio Claro (SP), município com IDH fixado em 0,825, acima da média paulista, que é 0,814).

Também é membro do NAT – Núcleo de Altos Temas do SECOVI; presidente do Conselho de Consumidores da AES Eletropaulo; da Comissão de Projetos Humanitários do Rotary Club de São Paulo Barra Funda e da Abramos – Associação Brasileira de Mulheres de Ação Política e Social, fundada em 1993, entre outros feitos.

Como membro do Conselho Técnico da Associação Brasileira de Municípios, entidade sediada no Rio de Janeiro (RJ), entre os anos de 1966 e 1979, fez curso internacional sobre Meio Ambiente, por seis meses, em Berlim, na Alemanha. “São 66 anos dedicados a fazer diferença na busca da melhoria da qualidade de vida para o cidadão”, resume com entusiasmo, vigor, disposição, clareza de propósito e repleta de experiências para compartilhar.

Questionada sobre mulheres que admira, aponta as mães ribeirinhas que vivem no Acre e remam para levar os filhos à escola. E acrescenta feitos de mulheres que, independentemente do partido ao qual estejam filiadas, ou mesmo da área em que atuam, merecem seu reconhecimento e apoio. Cita Michelle Obama, Michelle Bolsonaro, Angela Merkel, Damares Regina Alves, Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues, entre outras.

“É uma felicidade contar com a presença atuante da querida Dalva em nosso Conselho Consultivo e, nesta oportunidade, como palestrante do FTN”, afirma Aristides Cury, presidente da ADVB-SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook20