Brasileiros já podem entrar em Curaçao

Brasileiros já podem entrar em Curaçao

O Escritório de Turismo de Curaçao anunciou a reabertura da fronteira para os residentes do Brasil, Estados Unidos e outros países da América do Sul e Caribe a partir de  de janeiro de 2021. O acesso aos visitantes brasileiros estava proibido desde o início de março.

Antes da chegada, todos os visitantes deverão seguir três etapas obrigatórias:

1) Preencher o Cartão de Imigração Digital disponível no site oficial www.dicardcuracao.com;
2) Com 48 horas antes da partida, completar o Cartão de Localização de Passageiros (PLC) no mesmo site (www.dicardcuracao.com) e levar a versão impressa na viagem consigo;

3) Apresentar um resultado negativo do teste de PCR COVID-19 obtido em até 72 horas antes da viagem e emitido por laboratório credenciado (para saber uma instituição próxima, consulte as autoridades de saúde locais). Testes de PCR baseados em amostras de gargarejo não serão aceitos. Antes da partida é necessário fazer o upload dos resultados do teste negativo no site www.dicardcuracao.com e apresentar o documento impresso na chegada em Curaçao.

Todos os turistas que viajam a Curaçao oriundos de países de baixo ou alto risco devem levar em consideração algumas informações antes da partida:

– Não ter viajado para outro país onde exista um alto risco de infecções por covid-19 ou esteve em contato com uma pessoa com teste positivo para covid-19 nos 14 dias anteriores ao desembarque. Caso afirmativo, será colocado em quarentena obrigatória;

– Levar consigo um documento impresso que comprove as etapas obrigatórias (Cartão de Imigração Digital, Cartão de Localização de Passageiros (PLC) e exame negativo de PCR COVID-19) em todos os momentos da viagem;

– Ter um seguro saúde para cuidados médicos e quaisquer outros custos adicionais, caso fique em quarentena ou doente durante a estada na ilha;

– Atualmente, nenhum passageiro de cruzeiro está autorizado a desembarcar em Curaçao;

– Crianças menores de 6 anos que não apresentem sintomas e cujos pais podem comprovar que o teste de PCR é negativo não precisam realizar o teste prévio.

Caso o turista não atenda às condições acima, poderá ser colocado em quarentena na chegada e terá que arcar com os gastos por conta própria. No site www.curacao.com podem ser averiguadas as áreas de risco e seus requisitos adicionais.

Aplicativo e protocolo

Em um esforço para manter a comunidade global e local segura, no início deste ano Curaçao implementou um conjunto de protocolos de saúde e segurança, com a marca “A Dushi Stay, the Healthy Way” – dushi significa “doce” em papiamento, língua muito comum em todo o Caribe. O programa abrangente inclui desde o treinamento de pessoal e novas práticas de distanciamento social até diretrizes de higiene e saneamento.

Além disso, para consolidar facilmente todas as informações pertinentes, o Escritório de Turismo de Curaçao desenvolveu um aplicativo para celulares chamado “Dushi Stay”. Sendo um dos primeiros aplicativos desse tipo, oferece aos turistas acesso aos requisitos de entrada, novos protocolos para toda a ilha, números de contato de emergência e dicas de saúde, bem como restaurantes abertos, atrações, praias etc., tudo ao alcance do visitante na palma das mãos.

Para obter mais informações sobre as condições de entrada e atualizações de viagens, visite www.curacao.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook20