Evento vai debater cenário atual e futuro do setor

Evento vai debater cenário atual e futuro do setor

Passaporte sanitário, o comportamento do viajante norte-americano nessa retomada. As corporações continuam home office? Uso das plataformas online permanece como a solução dominante para a realização de reuniões e eventos?

Essas e outras importantes questões, que fazem parte dos esforços da Abracorp (Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas) na promoção de debates de peso em prol da retomada segura, prosseguem no próximo dia 24 de Junho, quinta-feira, da 9h00 às 11h00, com transmissão pelo canal oficial do YouTube: youtube.com/AbracorpOficial.

“Serão duas horas de aprendizado dinâmico e providencial para uma boa retomada”, antecipa Gervasio Tanabe, presidente executivo da entidade, que fará a mediação do encontro com os convidados para o 7º Fórum Abracorp, com foco direcionado ao ambiente econômico do país e ênfase no setor de turismo. Objetivo: fortalecer o ecossistema das viagens corporativas e definir estratégias resolutivas para a retomada sem sobressaltos

Programação do evento inclui bate-papo como os convidados de empresas aéreas norte-americanas. Uma ação de benchmarking, a partir do conhecimento objetivo sobre como se dá a retomada das viagens no mercado dos EUA.

Convidados

Priscila Pacheco Trigo compõe o departamento de Pesquisas Econômicas do Bradesco. É mestre em economia aplicada pela USP-Ribeirão Preto e graduada da Fecap-SP.

Rodrigo Sienra – General manager Brasil da Delta Airlines.

Alexandre Cavalcanti – country manager da American Airlines.

Jacqueline Conrado – country manager Brasil da United Airlines.

BI Abracorp – Inteligência de dados

Durante o evento serão compartilhadas informações atualizadas sobre o mercado de viagens corporativas no Brasil, que registrou R$ 201.560.711,22 de movimentação em maio de 2021 (32,41% de aumento em relação ao mês de abril próximo passado), com destaque para o crescimento da demanda por pacotes de viagens a lazer para destinos internacionais e nacionais.

Fato que inclui outra questão à pauta: o bleisure (viagem que une negócios e lazer) deve ser considerada como uma tendência consolidada no turismo corporativo?

Marily Miranda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *