Turismo aposta em estratégias para fortalecer retomada nas férias 

Turismo aposta em estratégias para fortalecer retomada nas férias 

Um dos setores mais impactados começa a ganhar fôlego com as perspectivas de vacinação contra a covid-19. Empresários também oferecem opções para quem não tem dinheiro. Viagens podem ser pagas até por meio de permutas 

O setor de turismo foi um dos mais impactados durante o período de pandemia. De acordo com dados da agência das Nações Unidas – OMT (Organização Mundial do Turismo), o setor registrou entre janeiro e outubro de 2020 uma queda de 900 milhões no fluxo de turistas em comparação com o mesmo período de 2019, o que acarretou um prejuízo de US$ 1,1 trilhão. Isso, consequentemente, afetou os empregos do setor. Segundo o World Travel and Tourism Council (WTTC), cerca de 53% dos empregos gerados pelo setor sofreram algum impacto durante a pandemia.

Essa queda foi sentida por empresários que atuam no setor. É o caso de Júlia Pittelkow, que comercializa hospedagens para a cidade turística de Rio Quente. Após ficar sem negócios entre os meses de março e agosto, período em que foram adotadas as principais medidas sanitárias para contenção do coronavírus, Júlia acompanhou um grande crescimento na procura por seus serviços, principalmente com o início da vacinação.

“Percebemos que as pessoas cansaram de ficar em casa e passaram a buscar mais as viagens, principalmente após a imunização por meio da vacina. Neste mês de julho, que é o período de férias escolares, as reservas começaram a ser feitas já em janeiro. Hoje, já não temos mais reservas para o segundo semestre deste ano. Só para o mês de janeiro do próximo ano”, ressalta Pittelkow.

Pittelkow oferece hospedagem em apartamento na cidade turística por meio de permutas através da plataforma de permutas multilaterais XporY.com desde 2017 e percebe que agora essa opção se tornou ainda mais relevante, por conta da diminuição do poder de compra da população. “Muitas pessoas talvez teriam que adiar o passeio por falta de dinheiro, mas a opção de negociar sem o uso da moeda corrente, abre a oportunidade para que mais famílias possam aproveitar”, conta. E é exatamente o que ela percebe com a alta na demanda, o que também é benéfico para a empresária, que tem mais uma fonte de renda alternativa.

“Para não ficar com unidades ociosas, ofereço em permutas pela XporY.com e recebo em moeda virtual de uso exclusivo da plataforma, a moeda X$. Com ela, adquiro produtos e serviços para a família, como o pagamento da mensalidade da escola dos meus filhos; além de comprar insumos para minha loja de roupas infantis”, afirma.

Em alta

Apesar da queda registrada nos números gerais do turismo, alguns setores específicos ganharam mais destaque e visibilidade. É o caso, por exemplo, do ecoturismo e dos espaços em áreas rurais. De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), 10% dos turistas buscam esse tipo de atração e o turismo ecológico cresce de 15% a 25% por ano, bem acima dos 7,5% do turismo convencional.

Esse crescimento ficou ainda mais nítido durante a pandemia, quando as pessoas passaram a trocar ainda mais os destinos badalados e famosos pelas aglomerações por espaços mais tranquilos e reservados, longe das agitações. Segundo a empresária Denise Pinheiro, proprietária do Hotel Fazenda Marco Polo, localizado no município de Cristianópolis, em Goiás, a procura aumentou muito durante o período de pandemia, já que as pessoas passaram a buscar espaços para renovar as energias e ter mais contato com a natureza. E mesmo estando em um segmento com essa alta na procura, a empresária também oferece a oportunidade de hospedagem por meio de permutas, e utiliza os créditos em permutas para adquirir  serviços de uso pessoal.

Ela conheceu a plataforma de permutas após indicação de amigos e agora ela serve como um reforço nas vendas e uma oportunidade a mais para quem quer viajar e está sem recursos em reais. “São espaços muito grandes e amplos, com poucas suítes, o que não provoca aglomeração. Isso justifica a maior procura durante a pandemia porque era o tipo de viagem mais segura. Espero que esses bons números sempre melhorem, já que uma pessoa vai falando para a outra”, destaca a proprietária. No local, além do contato com a natureza, os visitantes contam com piscina, quadra de futebol e de tênis, trilhas, lago para pesca esportiva e espaço para cavalgadas.

Para mais informações sobre a plataforma, acesse: www.xpory.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook20