A Rede de Cantinas da Terra do Meio de Altamira/PA está no    Trilhas para São Paulo

A Rede de Cantinas da Terra do Meio de Altamira/PA está no    Trilhas para São Paulo

 

Rede de Cantinas da Terra do Meio, gerida pela AMORERI, é mais uma cooperativa confirmada no Trilhas para São Paulo

A Rede de Cantinas da Terra do Meio, de Altamira, PA, e mais uma participante do Trilhas para São Paulo, projeto criado para facilitar a comercialização de produtos oriundos de quatro biomas brasileiros – Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica – para o Estado de São Paulo, com enfoque na região Metropolitana. O projeto é resultado da parceria entre o Instituto Auá de Empreendedorismo Socioambiental e o Instituto Conexsus – Conexões Sustentáveis -, que oferecem uma série de vantagens para aproximar os fabricantes de produtos sustentáveis, feitos de forma artesanal, do mercado paulista.

Para esta ação, a Rede de Cantinas trará para o mercado paulista a marca “Vem do Xingu”, que representa os produtos da floresta como a farinha de babaçu, 100% natural, rica em fibras e em ferro, sem glúten, e o óleo de babaçu, natural e sem aditivos. E também a mistura para bolo, um co-produto, feito a partir da farinha de babaçu e do cacau, elaborado em parceria com a Cacauway. São produtos nutricionalmente muito ricos. “A partir desta cadeia, mais mulheres começaram a participar da Rede de Cantinas, por se identificarem com essa atividade, que pode ser feita nos arredores da casa. Pretendemos focar nas vendas destes produtos para incentivar essa produção e o trabalho das mulheres na Rede”, destaca Clara Baitello, gestora de estoque e comercialização da Rede de Cantinas.

Para ela, a participação no Trilhas para São Paulo vai possibilitar a formação de parcerias a longo prazo que possam consolidar um arranjo saudável e sustentável para a comercialização dos produtos da floresta no maior mercado consumidor do Brasil. “A oportunidade é muito importante para a consolidação de novas redes de parcerias comerciais a curto, médio e longo prazo dos produtos da floresta que agora irão chegar direto na mesa dos consumidores finais. A iniciativa apresenta soluções práticas e simplificadas, além de detalhar todo o processo e nos apoiar na manutenção de um estoque em São Paulo. Ficamos muito felizes em saber que estamos na parceria com o Instituto Auá, uma organização muito séria e comprometida com trabalhos de base comunitária. Acreditamos que, por meio dela, teremos mais confiança e possibilidades de sucesso em nossos negócios.

Rede de Cantinas da Terra do Meio

É um projeto que agrega a produção de extrativistas ribeirinhos, indígenas e produtores rurais da Transamazônica e da região do médio Xingu. É formada por 15 associações comunitárias, espalhadas por todo o território em mais de 27 cantinas e 8 miniusinas de extração de produtos florestais não madeireiros. Ao todo, 19 produtos da sociobiodiversidade são produzidos por essa Rede. Todos os produtos são cadastrados com o selo do Origens Brasil (https://origensbrasil.org.br/).

Mais informações:

email: vemdoxinguvendas@gmail.com | whatsapp comercial: (93) 99193-3145 | Instagram: @vemdoxingu

O passo a passo para o Trilhas para São Paulo

O Instituto AUÁ por meio do Armazém Biomas, (sede do Auá), situado em Osasco, região estratégica para a logística é responsável pelo armazenamento, comercialização e distribuição dos produtos da Copirecê e dos outros Negócios Comunitários integrantes do Trilhas para São Paulo, tanto para o canal varejo como para o canal B2B.

Para Gabriel Menezes, presidente do Instituto Auá, “o Trilhas para São Paulo é uma excelente oportunidade de expansão do trabalho que o Instituto já realiza com os produtores artesanais do Bioma Mata Atlântica, alcançando agora os demais biomas brasileiros, a abertura de novos canais de vendas para os produtos da sociobiodiversidade brasileira, fortalecendo as organizações integrantes da Iniciativa proporcionando aos consumidores o acesso a alimentos saudáveis, sustentáveis e de origem”.

Uma das primeiras ações foi a realização de uma conversa de alinhamento das expectativas com cada um dos negócios comunitários com a solicitação de um levantamento da disponibilidade. A ideia era entender a capacidade de produção e quais produtos poderiam ser comercializados no mercado paulista. “Precisávamos conhecer os negócios comunitários selecionados, a capacidade produtiva e de infraestrutura de cada um e o funcionamento da logística de cada um deles para São Paulo, visando o atendimento dos pedidos agenciados e de distribuição via Instituto Auá”, comenta Maurício Santos, Coordenador de Gestão do Instituto Auá.

Pedro Frizo, Líder de Assessoria a Negócios Comunitários da Conexsus, destaca: “Temos grandes expectativas quanto aos futuros resultados e aprendizados do Trilhas para São Paulo, uma vez que entendemos que a iniciativa vai muito além da comercialização em si. Esperamos que ela contribua para a formação de uma rede de parceria comercial entre negócios comunitários e estabelecimentos comerciais e industriais em São Paulo, promovendo a diversificação de mercados para cooperativas e associações e reduzindo os custos de acesso destes negócios à maior metrópole brasileira. Por outro lado, esperamos que essa iniciativa contribua também para ampliar o acesso a alimentos saudáveis no município, de produção sustentável e que tenham impacto positivo sobre a conservação dos biomas. Vale ressaltar que acreditamos que ações como essa podem ser escalonadas e aplicadas em outros contextos urbanos como solução possível para uma melhor conexão de empreendedores e empreendimentos do campo e da floresta com a cidade”.

Instituto Auá

É uma ONG, criada em 1º de maio de 1997, como um movimento para reconhecer a reserva da biosfera do cinturão verde de São Paulo. Inicialmente com o nome de Associação Holística de Participação Comunitária Ecológica (AHPCE).

Em 2014, passou a se chamar Instituto AUÁ de Empreendedorismo Socioambiental, mantendo o compromisso da mobilização comunitária para o desenvolvimento sustentável, em especial com a conservação da Mata Atlântica pela agroecologia.

O Instituto AUÁ, que em Tupi significa Gente, é reconhecido por suas ações por diferentes organizações internacionais, como UNESCO, Banco Mundial, Slow Food e WWF – World Wild Foundation.

 http://institutoaua.org.br/

Instagram: @institutoaua | Facebook: institutoaua

Vídeo Institucional – 20 anos do Instituto AUÁ

Mais informações sobre o Trilhas para São Paulo acesse:

www.institutoaua.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *