Novo Honda City Hatchback Entra Em Pré-Venda A Partir De Amanhã No Brasil

Novo Honda City Hatchback Entra Em Pré-Venda A Partir De Amanhã No Brasil

Depois de confirmar o encerramento da produção dos modelos WR-V e HR-V, a Honda anunciou o início da pré-venda do novo City Hatchback para amanhã, 1º de fevereiro, sendo que as reservas podem ser feitas na rede de concessionárias da marca em todo o Brasil. O modelo chegará para ocupar o espaço deixado pelo monovolume Honda Fit, que também saiu de produção. Equipado com o motor aspirado 1.5 16V DI DOHC i-VTEC e câmbio automático tipo CVT, o City Hatchback pretende impressionar pela boa solução de espaço interno herdada do Fit e pelo bom pacote de equipamentos.

A Honda fez uma mexida grande em seu portfólio no Brasil, encerrando a produção do Civic, que passará a ser comercializado por aqui apenas em versão importada, e decretando também o fim de linha para Fit, WR-V e HR-V, sendo que este último retornará no segundo semestre já na segunda geração apresentada na Europa. Com isso, a montadora quer elevar o status do novo City, que já foi lançado com a carroceria sedã, e ganha agora a inédita opção hatchback, que estará a venda nas concessionárias a partir de março.

Nas laterais, um vinco marcante acima das maçanetas acentua a linha de cintura do modelo© Honda/Divulgação Nas laterais, um vinco marcante acima das maçanetas acentua a linha de cintura do modeloMas se você está com pressa de garantir o seu, basta procurar uma revenda da marca e fazer a reserva de uma das duas versões que serão comercializadas: a EXL (R$ 114.200) e a Touring (R$ 122.600). O novo Honda City Hatchback chega para brigar por um espaço no concorrido segmento de hatches compactos premium. Com a carroceria alongada, mais larga e baixa, o hatch tem a mesma frente do sedã, marcada por friso largo cromado, grade e faróis estreitos e luz diurna em LED.

As laterais trazem um vinco marcante acima das maçanetas, que enfatiza a linha de cintura do modelo e se estende até as lanternas horizontais em LED. O teto é arqueado e tem em sua extremidade traseira a antena do tipo barbatana de tubarão e um generoso spoiler. A Honda não revela os números, mas garante que o modelo tem “a maior distância entre-eixos entre todos os hatches compactos premium”.

A traseira tem lanternas em LED, antena tipo barbatana de tubarão e generoso spoiler© Honda/Divulgação A traseira tem lanternas em LED, antena tipo barbatana de tubarão e generoso spoilerUm ponto positivo que o City Hatch herdou do Fit é o sistema Magic Seat, que permite diferentes configurações dos bancos, com quatro modos de utilização: Utility, Long, Tall e Refresh. Com os encostos e assentos rebatíveis, é possível ampliar o espaço para cargas, permitindo acomodar objetos de diferentes tamanhos. De acordo com a Honda, no modo Utility, o espaço chega a 1.168 litros de volume, mais do que os 1.045 litros disponíveis no Fit na mesma condição.

ACABAMENTO Se seguir o mesmo padrão do app/701,19app/noticia/noticias/2021/12/15/interna_noticias,55737/dirigimos-o-novo-honda-city-1-5-com-cambio-cvt-que-chegara-em-janeiro.shtml’>City Sedan, o acabamento interno do hatch terá boa qualidade, porém com muito plástico duro no painel e painéis das portas. O volante é revestido em couro, tem ajuste de altura e distância e ainda traz os comandos de acesso ao sistema multimídia, rádio, celular e computador de bordo. O painel de instrumentos também é igual ao do sedã, com conta-giros digital e computador de bordo, além do velocímetro analógico e digital.

As duas versões, EXL e Touring, trazem de série o Magic Seat, botão de partida do motor, sistema de travamento e destravamento por aproximação da chave (Smart Entry), ar-condicionado digital e automático, espelhos retrovisores com rebatimento automático, central multimídia com tela tátil de oito polegadas com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, câmera de ré multivisão, sensores de estacionamento traseiros, bancos revestidos em couro e painel digital TFT de sete polegadas multiconfigurável. A versão Touring acrescenta sensores de estacionamento dianteiros.

SEGURANÇA Um dos destaques do City Hatchbak é o Honda Sensing, pacote de equipamentos de segurança e assistência à condução que reúne cinco funções: Controle de cruzeiro adaptativo (ACC); sistema de frenagem para mitigação de colisão (CMBS); sistema de assistência de permanência em faixa (LKAS); sistema para mitigação de evasão de pista (RDM); e ajuste automático de farol (AHB).

O interior tem o acabamento todo em preto, exceto pelo teto e colunas, e a tela do multimídia é de oito polegadas © Honda/Divulgação O interior tem o acabamento todo em preto, exceto pelo teto e colunas, e a tela do multimídia é de oito polegadasA lista de equipamentos de segurança inclui ainda assistente de estabilidade e tração (VSA), assistente de partida em rampa (HSA), sistema de luzes de emergência (ESS), seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina), estrutura de deformação progressiva ACE, sistema Isofix para fixação de assentos infantis e alerta de baixa pressão dos pneus, todos disponíveis em ambas versões. Um item exclusivo da versão Touring é o LaneWatch, assistente para redução de ponto cego, que projeta na tela do sistema multimídia imagem captada pela câmera instalada no retrovisor do lado do passageiro.

MOTOR O conjunto mecânico do City Hatch é basicamente o mesmo do sedã. O motor é o 1.5 16V DI DOHC i-VTEC, um quatro-cilindros aspirado, com injeção direta de combustível e dois comandos de válvulas no cabeçote, que desenvolve potência máxima de 126cv a 6.200rpm (com gasolina ou etanol). A Honda garante que as novas tecnologias aplicadas ao motor proporcionam baixo consumo de combustível quando o mesmo opera em baixas rotações. E que seu desempenho é bom em rotações mais elevadas, mas a montadora não disse que nessa condição o ruído de funcionamento é estridente. O motor trabalha em conjunto com o câmbio automático do tipo CVT que simula sete marchas.

Um dos destaques do modelo é o sistema Magic Seat, que permite diferentes configurações dos bancos© Honda/Divulgação Um dos destaques do modelo é o sistema Magic Seat, que permite diferentes configurações dos bancosCom relação ao consumo de combustível do City Hatchback, a Honda revelou que o modelo alcançou classificação A no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) ao registrar 13,3km/l (gasolina) e 9,1km/l (etanol) na cidade, e 14,8km/l (g) e 10,5km/l (e) na estrada. O câmbio CVT do City Hatch traz duas novidades: o Step-shift e o Early Down-shift During Braking (EDDB). O primeiro usa a central de gerenciamento do câmbio para acentuar a sensação de mudanças de marchas, sugerindo esportividade na condução. Já o EDDB atua em descidas, fazendo a função de freio-motor.

O novo City Hatchback será vendido nas cores branco tafetá (pintura sólida); azul cósmico, prata platinum e cinza barium (metálicas); e branco topázio, preto cristal, vermelho mercúrio e cinza grafeno (perolizadas). Para todas as cores, o interior será preto.

Fonte: Vrum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *