Pequenos e médios negócios movimentam R$650 milhões com o e-commerce no primeiro quadrimestre de 2021

Pequenos e médios negócios movimentam R$650 milhões com o e-commerce no primeiro quadrimestre de 2021

E-banking Payment Financial Website Connection
  • Valor representa mais que o triplo do montante movimentado em 2020

  • Número de pedidos também mais que triplicou, de 953 mil para 3 milhões

  • Segmentos de Moda, Artes e Joias são destaques em crescimento

  • Números são do banco de dados da Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina com foco em PMEs

São Paulo, maio de 2021 – O e-commerce brasileiro continua crescendo em 2021, repetindo o movimento iniciado no ano passado e impulsionado pela pandemia. Nos primeiros quatro meses do ano, pequenas e médias empresas já faturaram mais de R$650 milhões na Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina com mais de 80 mil lojas virtuais na região, em sua maioria, pequenos e médios empreendedores (PMEs). O valor representa mais que o triplo do faturamento registrado em 2020, um aumento calculado em 213%. O volume de pedidos também mais que triplicou, de 953 mil para mais de 3 milhões no mesmo período.

“Já prevíamos um salto no e-commerce antes mesmo da pandemia, que acelerou a transformação digital do varejo e aumentou a participação das lojas virtuais de 5% para 10%”, comenta Alejandro Vázquez, CCO o co-fundador da Nuvemshop. “Esse movimento vem crescendo cada dia mais. Somente na nossa plataforma, calculamos que cerca de 2 milhões de brasileiros tenham comprado produtos pela internet pela primeira vez durante esses quatro meses”.

O segmento de Moda, o mais representativo em faturamento na plataforma da Nuvemshop, movimentou mais de R$189,5 milhões no primeiro quadrimestre deste ano, crescendo 190% em relação ao mesmo período do ano passado 2020. E-commerces de Jóias foram uma das surpresas do quadrimestre por registrarem um aumento de 264% e faturamento de R$11,3 milhões. O mercado de Artes também seguiu fortalecido na plataforma e cresceu 168%, com faturamento de R$15,1 milhões. Outros destaques foram os segmentos de Acessórios (+146% – R$43,6 milhões) e Comida & Bebida (+144% – R$15,5 milhões).

Com as pessoas passando mais tempo em casa e buscando investir em seu bem-estar, o segmento de Casa & Decoração também registrou crescimento de 149% no faturamento, chegando a R$26,3 milhões. Um dos exemplos de quem acabou vendo o seu negócio crescer por conta disso foi a empreendedora Marina Anjos (26 anos), que criou uma loja virtual de velas aromáticas após ficar sem trabalho durante a pandemia. A jovem criou a marca digital Cian Candle e começou a vender online. Em um ano, o sucesso da loja virtual está sendo tão grande que os produtos começaram a ser revendidos também em grandes marketplaces, como Amaro.

“Há um ano, quando fabriquei as minhas primeiras velas, não poderia imaginar tamanho sucesso. Hoje, temos um faturamento médio de R$80 mil por mês e acredito que esse valor continuará crescendo ainda mais até o final de 2021”, afirma Marina.

Sobre a Nuvemshop:

A Nuvemshop é a plataforma de e-commerce líder na América Latina e reconhecida pela ABComm como a “Melhor Plataforma” do Brasil. Com mais de 80 mil lojas ativas na região, ela integra produtos, pagamentos e envios com diferentes canais de vendas, como Facebook, Instagram, marketplaces e lojas físicas. Atualmente, a empresa tem quase 500 400 colaboradores trabalhando em home office nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte e diversos outros estados do Brasil, além de Buenos Aires e Cidade do México. Com o recente aporte de R$500 milhões, a empresa continuará com o seu propósito de reduzir as barreiras do empreendedorismo para potencializar cada vez mais histórias de sucesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *