Preenchimento Labial – O Que Fazer E O Que Não Fazer

Preenchimento Labial – O Que Fazer E O Que Não Fazer

Quais os Segredos Para um Preenchimento labial Perfeito?

Um dos procedimentos estéticos mais procurados é o preenchimento labial, que pode ser realizado dentro de um consultório através da utilização de uma agulha ou de microcânula. Essa técnica faz uso do ácido hialurônico para modelar a região sensível dos lábios. Ao contrário do que muita gente pensa, há intervenções que o preenchimento labial não alcança.

Isso é o que explica a Dra. Luciana Toral, Médica especialista em Medicina Esteticista Avançada, Idealizadora da Imersão Hands On e Empresária – “O preenchimento labial serve para dar volume, contorno e para corrigir algumas imperfeições, mas ele não resolve todas as queixas dos pacientes. O paciente que tem um lábio superior bem reto, sem aquele arco do cupido, nunca vai ter um lábio como os da Angelina Jolie. Certas coisas não conseguimos fazer. Muitos lábios precisam também de uma micropigmentação, porque falta vermelhidão para que o preenchimento labial fique natural. O que se vimos acontecer com frequência e até mesmo, de forma banalizada, é a artificialização desses lábios, quando por exemplo, a pessoa quer imitar um tubérculo central, que é aquela “bolinha” que tem no meio do lábio superior da Angelina Jolie, ou os tubérculos inferiores laterais. O profissional precisa fazer o preenchimento conforme o lábio do paciente comporta e dentro disso, fazer a melhor arte possível!”

Com o avanço da idade, todo mundo acaba precisando fazer preenchimento labial, pois os lábios envelhecem. E esse envelhecimento dos lábios pode ser identificado, por exemplo, quando a pessoa sorri, principalmente aquela pessoa que tem os lábios pequenos, dando aquela impressão de que o lábio murchou.

“A aparência do lábio “murcho”, é uma das coisas que não se resolve só com preenchimento labial, a pessoa provavelmente precisará de um lifting (EM CASOS AVANÇADOS), , ou um tratamento mais completo da região perilabial, com skinbooster, fios de PDO ou tecnologias associadas ao preenchimento labial” – Diz a Dra. Luciana Toral.

É importante lembrar que a região Peri labial é uma região que envelhece muito, e onde aparecem os chamados “códigos de barra”, que é uma queixa muito comum entre os pacientes, e normalmente é tratado com uma hidratação muito profunda; pois há uma perda muito importante dessa qualidade ao redor dos lábios, principalmente entre os fumantes.

“É preciso ter cuidado com certos tratamentos oferecidos no mercado. Por exemplo, não se pode usar bioestimulador de colágeno, COMO SCULPTRA E RADIESSE, como tratamento nessa região Peri labial. Existe também o tratamento com o botox, para evitar o surgimento das ruguinhas perilabiais, porém, eu não recomendo porque acaba enfraquecendo os lábios, por isso eu indico a hidratação profunda, uma melhora na qualidade dessa região” – alerta a Luciana .

A Peri labial é uma região perigosa, MUITO vascularizada, PODENDO APRESENTAR variações anatômicas. Uma injeção de produto nos vasos que irrigam os lábios pode levar a uma necrose. Por isso deve-se utilizar apenas ácido hialurônico, por ser uma substância absorvida pelo próprio organismo e MUITAS VEZES, POSSÍVEL DE REVERTER QUANDO HÁ A COMPLICAÇÃO.

Já o PMMA é um preenchedor definitivo, que não é absorvido e costuma causar muita reação. Dra.Luciana explica que é preciso ter muito cuidado com o preenchimento labial também para não descaracterizar esteticamente a face da pessoa, com um contorno forçado, resultando em uma boca artificial.

“Por isso o profissional precisa, além de técnica, ter senso estético. A boca precisa estar em harmonia com o rosto, e cada paciente tem a sua anatomia labial. É preciso também levar em conta os dentes, pois eles influenciam muito os lábios. Os problemas ortodônticos precisam ser identificados e resolvidos antes do procedimento labial. Eu gosto de fazer o procedimento labial aos poucos porque normalmente os lábios incham muito, e com o passar dos dias eles vão se modificando, vão se ajustando. Então, para se chegar em um resultado ideal, é necessário acompanhar cada passo, sem pressa para que o resultado final seja positivo” – conclui Dra. Luciana Toral.

                                                     CRÉDITOS:

Dra. Luciana Toral é médica especialista em Medicina Estética Avançada, possui diversos títulos dentro da medicina estética, onde também ministra cursos. É proprietária da LT Medicina & Estética Avançada na cidade de Ibaiti/PR e Idealizadora do Curso Imersão Hands On, onde ensina Profissionais a aperfeiçoarem suas técnicas de Preenchimento, Botox, Fios de PDO e Bioestimuladores.

Instagram: @dralucianatoral

Site: https://dralucianatoral.com.br

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UChKYyk2Qikgu8OMu_4EYjbg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *