Tóquio 2020: jogos olímpicos mais tecnológicos da história são alvos de ciberataques

Tóquio 2020: jogos olímpicos mais tecnológicos da história são alvos de ciberataques

Tokyo, Japan – Nov 1, 2019: Gold trophy cup of Tokyo Summer Olympic 2020 show in Japan Olympic Museum, Olympic games logo in background. International sport event, or tournament host country concept

Especialista alerta para risco de ransomware a COI e fornecedores

Junto com o melhor da excelência esportiva, os Jogos Olímpicos de Tóquio proporcionam uma ampla vitrine de inovação e novas tecnologias. Essa é a olimpíada mais tecnológica da história, com novidades para todos os usos como, por exemplo: pistola de largada eletrônica, câmera que grava até 10 mil imagens por segundo, natação com indicação por luzes, treinamento com realidade virtual para as equipes que atuam nos jogos e rastreamento de atletas em 3D. Portanto, uma coisa é certa, essa olimpíada e a paralimpíada já entraram para a história.

O adiamento dos jogos para este ano certamente deu ao Japão uma vantagem. Com mais tempo para atualizar sua infraestrutura digital, conseguiu, principalmente, aumentar a confiança na segurança cibernética dos jogos, segundo a diretora de Tecnologia e Operações da Tecnobank, Adriana Saluceste. “Mas, como acontece com qualquer evento global, Tóquio 2020 oferece aos ciberataques um alvo e um público. De riscos cibernéticos, como ransomware, a questões de segurança física, fornecedores e participantes devem estar cientes das potenciais ameaças”, adverte. Para monitorá-las, 8 mil câmeras de segurança e 2,5 mil sensores foram instalados dentro e nos arredores dos locais de competição.

Por ser um acontecimento que alcança o mundo todo, há muitas preocupações com ataques cibernéticos. “Embora Tóquio 2020 enfrente desafios únicos, e a criatividade e resiliência de seus organizadores estejam sendo colocadas à prova devido à pandemia, uma ameaça relacionada à segurança cibernética, associada aos eventos olímpicos, é um grande risco e não pode ser descartado”, reforça a especialista.

Segundo ela, o status de olimpíada mais tecnológica da história carrega consigo ainda mais responsabilidade. “Com a dependência excessiva do Japão da infraestrutura digital durante as competições, há riscos de que tais sistemas sejam infiltrados. Além disso, à medida que a ameaça de ataques cibernéticos ou ransomware entre nações se aproxima de Tóquio em 2020, o reforço na segurança cibernética se tornou uma obrigação para os organizadores olímpicos”, ressalta.

De acordo com o jornal Japan Times, a proteção das instalações, dos atletas e dos espectadores do evento está em desenvolvimento há vários anos. O comitê organizador da Olimpíada de Tóquio estabeleceu uma sede de segurança em cada um dos 48 locais determinados, incluindo a Vila Olímpica. “Como a ameaça e a difusão dos atores de ransomware aumentaram drasticamente no último ano, um ataque desse tipo em Tóquio, via Comitê Olímpico Internacional (COI) ou algum provedor estratégico, é um perigo iminente. Os cibercriminosos podem ver os fornecedores relacionados aos jogos olímpicos como alvos de extorsão”, analisa Adriana.

Em abril de 2021, o Comitê Olímpico do país revelou que foi atingido por um ataque de ransomware como parte de uma violação em que hackers invadiram a ferramenta de compartilhamento de dados criada pela empresa de tecnologia Fujitsu. “Os fornecedores olímpicos terão pouca tolerância com o tempo de inatividade durante o evento, o que os torna alvos principais para ataques de agentes de ransomware em busca de um dia de pagamento de forma rápida”, destaca a especialista.

Sobre a Tecnobank

A Tecnobank é uma empresa brasileira de tecnologia para negócios, que desenvolve soluções agregadas que geram segurança e agilidade aos processos eletrônicos dos segmentos bancário, financeiro e de veículos. Homologada pelos órgãos executivos de trânsito, a empresa fundada em 2008 tem sede em São Paulo (SP), mas atua em 12 estados brasileiros, com mais de 1.700 clientes ativos. A companhia possui programas rigorosos de Compliance, Segurança da Informação e Privacidade & Proteção de Dados. Outra prioridade da Tecnobank é o bem-estar, a saúde e a segurança de seus colaboradores, o que lhe rendeu um selo e três prêmios de melhor empresa para trabalhar, em 2020, do Great Place to Work (GPTW).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *