Chef Bel Coelho participa da Campanha Safra do Cambuci 2021

Chef Bel Coelho participa da Campanha Safra do Cambuci 2021

Em apoio Institucional a campanha promovida pelo Instituto AUÁ, a Chef que comanda o Cuia Café e Restaurante compartilhou essa receita especial para recepcionar a safra recorde de Cambuci, fruto nativo do bioma Mata Atlântica

Ceviche de coco verde e cambuci com raspadinha de pitanga

 

 

Modo de Preparo:

 

Para o ceviche

150 gr de coco verde em lascas grande

20 gr de cebola roxa fatiada fina

150 ml de leite de tigre

Flor de sal a gosto

Brotos de coentro para decorar

 

Preparo: Misture o coco ao leite de tigre e corrija o sal.  Decore com brotos de coentro, cebola roxa e uma colher da raspadinha.

Para o Leite de tigre

½ litro de suco de limão, espremido na hora a mão

100ml água do coco

100ml Cambuci                       

50 gr de gengibre sem casca

50 gr de cebola branca brunoise

coentro fresco a gosto

10 gr de pimenta dedo de moça

Sal a gosto

 

Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador com exceção do coentro, da pimenta e do suco de limão. Acrescente o coentro e a pimenta e, ainda no liquidificador, apenas pulsione algumas vezes. Coe e descarte os sólidos. Adicione o suco de limão e mantenha o leite de tigre gelado até sua utilização.

Para a Raspadinha de pitanga

200 ml de suco de pitanga ligeiramente adoçado

1 folha de gelatina incolor hidratada em água fria

Preparo: Leve o suco ao fogo até ferver. Retire-o do fogo e adicione a gelatina hidratada, sem o qualquer excesso de água, ao suco ainda quente. Leve o suco ao freezer por 4 horas. Depois de firme, raspe a raspadinha com garfo e sirva em cima do ceviche.

Rendimento: 2 porções

A Chef

 

Bel Coelho, premiada chef do Clandestino e apresentadora do Receita de Viagem (TLC Discovery), descobriu cedo sua vocação. De uma família de apreciadores da gastronomia, tem em sua memória afetiva uma forte ligação à cozinha e seus sabores. A frente do programa de TV, percorreu mais de 35 cidades brasileiras aprofundando sua pesquisa e explorando, com um outro olhar, a autêntica cozinha do Brasil e toda a sua riqueza de ingredientes, personagens, costumes e histórias.

A Chef vem de uma família de diplomatas, com ascendência portuguesa e italiana. É fácil entender de onde vem o talento da chef para cozinha e o prazer que tem em receber.  Começou a carreira há 23 anos como estagiária de Laurent Suaudeau e no restaurante Fasano até partir para Nova York, onde aperfeiçoou seus conhecimentos no Culinary Institute of America (CIA). Na cidade de Manhattan estagiou do Payard, antigo bistrô do chef Daniel Boulud. Em seguida, trabalhou com Alex Atala, no D.O.M. e lançou seu próprio serviço de catering para eventos especiais que perdura até os dias de hoje.

A Gastronomia

Defensora da agroecologia e de cadeias socialmente e ecologicamente “limpas”, justas e sustentáveis, os ideais e princípios da chef estão presentes em todas as etapas de seu trabalho.

Usando ingredientes orgânicos, naturais, nativos brasileiros e sazonais, Bel Coelho constrói menus personalizados, cuidadosamente criados com exclusividade para cada evento, sempre com o intuito de atender e satisfazer todas as necessidades e expectativas dos parceiros envolvidos.

Em 2010, lançou o Clandestino, projeto ao qual se dedica até hoje, servindo menus degustação inspirados por sua pesquisa sobre produtos nativos e cultura brasileira. Bel viaja constantemente para visitar produtores e conhecer histórias humanas que surgem em torno da cozinha.

Hoje, com o Clandestino suspenso por tempo indeterminado, Bel está à frente de um novo restaurante dentro da Livraria Megafauna no emblemático Edifício Copan, no centro de São Paulo, o Cuia, café e restaurante.

 

Cuia Café e Restaurante

Avenida Ipiranga, 200 lojas 48 (dentro da livraria Megafauna no prédio Copan)

E-mail: contato@cuiacafe.com.br

Instagram: @belcoelho e   @cuiacafe

Telefone: 11-993100-7700

Instituto AUÁ

ONG criada em 1º de maio de 1997, como um movimento para reconhecer a reserva da biosfera do cinturão verde de São Paulo. Inicialmente com o nome de Associação Holística de Participação Comunitária Ecológica (AHPCE).

Em 2014, passou a se chamar Instituto AUÁ de Empreendedorismo Socioambiental, mantendo o compromisso da mobilização comunitária para o desenvolvimento sustentável, em especial com a conservação da Mata Atlântica pela agroecologia.

O Instituto AUÁ, que em Tupi significa Gente, é reconhecido por suas ações por diferentes organizações internacionais, como UNESCO, Banco Mundial, Slow Food e WWF – World Wild Foundation.

http://institutoaua.org.br/

http://institutoaua.org.br/

Vídeo Institucional – 20 anos do Instituto AUÁ

https://www.youtube.com/watch?v=6SleNBza9_Q&t=36s

Acompanhe o AUÁ nas redes sociais:

Instagram: @institutoaua | Facebook:institutoaua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *