Exposição internacional do Museu do Café será inaugurada na instituição italiana Accademia del Caffè Espresso com seminário

Exposição internacional do Museu do Café será inaugurada na instituição italiana Accademia del Caffè Espresso com seminário

Intitulada “Viaggio nella terra del caffè”, a mostra já passou pela Embaixada do Brasil em Roma no ano passado

Em outubro de 2021, o Museu do Café (MC) – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – promoveu a sua primeira exposição internacional: Viaggio nella terra del caffè. A mostra ficou em cartaz por um mês na Embaixada do Brasil em Roma. Devido ao sucesso, o conteúdo itinerante será exposto em uma nova instituição italiana, a Accademia del Caffè Espresso, localizada em Fiesole, na região da Toscana. A inauguração acontecerá em 18 de março, às 14h (horário internacional).

A curadoria tem como fio condutor a relação histórica e contemporânea entre Itália e Brasil, possuindo como ponto de partida o café e as suas diversas perspectivas. Afinal, foi com o grão deste País que os italianos transformaram a torra e o preparo da bebida em arte, tornando a nação referência mundial do produto. De maneira idêntica, o agronegócio nacional não seria o mesmo sem os originários da Itália que migraram para cá entre 1870 e 1920. Nesse período, cerca de 1,4 milhão de imigrantes italianos vieram para trabalhar nas fazendas paulistas.

Por meio de textos e imagens selecionados, assim como peças de acervo, será possível conhecer: a trajetória dos imigrantes ao desembarcarem em terras brasileiras; os desdobramentos entre o campo e a cidade; as influências italianas que moldaram diversos aspectos da cultura no Brasil; e, por fim, as conexões criadas a partir dos modos de preparo da bebida.

O Museu também apresenta a estruturação da rede de pesquisa brasileira, que serve como um balizador para as ações de incremento de produtividade, proteção das áreas nativas e diversificação de culturas. Para encerrar, o visitante tem acesso às iniciativas de sustentabilidade adotadas no Brasil pelo setor, envolvendo as áreas social, econômica e ambiental.

Em cartaz por dois meses, a mostra, possivelmente, terá novos pontos de exibição em outros espaços culturais do país.

 

Seminário Brazilian Coffee Day

Para marcar o início do novo ciclo da exposição na Itália, será promovido o seminário Brazilian Coffee Day, explorando temáticas relacionadas ao café, à imigração e à sustentabilidade.

A primeira palestra, “A importância do Museu para a preservação da história e reflexões da sociedade civil”, terá início às 14h30, com a participação da diretora-executiva do MC, Alessandra Almeida. O restante do cronograma contará com os seguintes encontros:

Palestra “A imigração italiana para o Brasil” – 14h40

Com pesquisadores do Museu da Imigração do Estado de São Paulo (Henrique Trindade) e do Museo Nazionale dell’Emigrazione Italiana (Pierangelo Campodonico).

Painel “O café brasileiro e o consumo na Itália” – 15h10

Com Marcos Matos, diretor-geral do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), e Gerardo Patacconi, chefe de operações da Organização Internacional do Café (OIC) e representante da Accademia del Caffè Espresso.

Painel “Qualidade e sustentabilidade no Brasil e cafés diferenciados” – 16h

Com os representantes da Exportadora Guaxupé e da Produção de Cafés Especiais do Brasil, Roberto Campanella e Silvio Leite, respectivamente.

Para encerrar a programação, às 16h30, haverá um momento dedicado à degustação de cafés brasileiros ao som de uma apresentação musical.

Essas ações são fruto de uma parceria entre o Museu do Café, a Accademia del Caffè Espresso, a Embaixada do Brasil em Roma, o Cecafé, a Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé LTDA (Cooxupé) e a Exportadora de Café Guaxupé.

 

Museu do Café

Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico – Santos/SP

Telefone: (13) 3213-1750

Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18h (bilheteria encerra às 17h)

R$ 10,00 e meia-entrada para pessoas com mais de 60 anos, aposentados, estudantes, crianças e jovens entre 8 e 16 anos, professores da rede particular de ensino e jovens de baixa renda entre 15 e 29 anos

Grátis aos sábados

Acessibilidade no local

museudocafe.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *