METÁ METÁ PARTICIPA DE SÉRIE ‘OUTRAS VANGUARDAS’

METÁ METÁ PARTICIPA DE SÉRIE ‘OUTRAS VANGUARDAS’

A série online, transmitida gratuitamente pela plataforma e pelo aplicativo #CulturaEmCasa, inicia as atividades em homenagem ao centenário da Semana de 22 do Governo do Estado de São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, apresenta nesta sexta-feira, 30, às 21h30, o segundo episódio da série Outras Vanguardasque tem como convidado especial o trio paulista de jazz Metá Metá com seu eclético trabalho. A série, produzida pela Organização Social Amigos da Arte, marca o início da celebração dos 100 anos da Semana de 1922 e também do projeto Modernismo Hoje, uma agenda com mais de cem iniciativas, de julho de 2021 a dezembro de 2022 (18 meses) para celebrar o legado da Semana de Arte Moderna de 1922. As 60 instituições, corpos artísticos, espaços e programas culturais do Estado participarão das comemorações.

Toda em 4k, Outras Vanguardas apresenta performances e depoimentos de personagens de diferentes gerações comprometidos com a renovação da linguagem, artistas pioneiros em atividade, movimentos disruptivos que guardam relação direta com os propósitos da Semana, seus desdobramentos e a expressão contemporânea do pensamento modernista. Pela primeira vez, são apresentados em uma única série, espetáculos e depoimentos de artistas que embarcam em seus trabalhos o conceito de vanguarda artística, como por exemplo, a trupe do Lira Paulistana.

Outras Vanguardas foi gravada no Teatro Sérgio Cardoso, tem transmissão gratuita às sextas-feiras, sempre às 21h30, pela plataforma #CulturaEmCasa. Os shows da série também fazem parte da agenda especial de lançamento do aplicativo #CulturaEmCasa, já disponível nas lojas Apple Store e Google Play para Iphone e Android.

Composta por dez episódios, esta primeira temporada traz como protagonistas músicos, produtores, poetas e artistas gráficos do movimento da vanguarda paulista. O show de estreia foi de Arrigo Barnabé com participação especial do Isca de Polícia (grupo de Itamar Assumpção) e de Ian Uviedo. Na agenda também estão Premê, Cida Moreira, Língua de Trapo, Tetê Espíndola, Pascoal, Passoca, Tulipa Ruiz com Gustavo Ruiz, Chagas e Suzana Salles. Também será exibido um documentário reunindo todos os convidados desta primeira edição.

O trio, formado por Juçara Marçal, Kiko Dinucci e Thiago França destacam a experiência em participar da série. “Nós do Metá Metá ficamos muito felizes de participar da série Outras Vanguardas por estarmos inseridos de certa maneira à experiência da invenção na música brasileira e paulista como foram algum dia Mario e Oswald, concretistas, tropicalistas, vanguarda paulista, cada um em seu tempo e ao seu modo. Nos identificamos mais com a ideia de contemporaneidade do que de vanguarda, nosso tempo é agora, a nossa música dialoga com o que estamos vendo, de bom e de ruim no país.”

“Nosso objetivo é debater a cultura contemporânea e o novo modernismo do século 21, destacando o papel dos nossos artistas e integrando-os aos espaços do Governo Estadual”, diz Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

“A produção e a exibição de Outras Vanguardas tem a grata missão de apresentar o impacto da Semana de Arte Moderna em diferentes momentos da história cultural do país e em seus protagonistas. Cada integrante da série foi convidado a fazer uma reflexão sobre a Semana de 22 e o legado de modernistas como Oswald de Andrade, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e Anita Malfatti. E que até hoje influenciam as diversas linguagens artísticas”, explica Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte.

Sobre #CulturaEmCasa

Lançada em 21 de abril de 2020, pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerida pela Amigos da Arte, a plataforma tem a missão de ampliar o acesso da população a conteúdos culturais de qualidade, 100% gratuitos e difundir a intensa produção cultural do Estado de São Paulo, seus equipamentos e municípios. No último dia 17, foi lançado também o aplicativo #CulturaEmCasa, com uma programação especial com apresentação do musical Auê, da Cia. Barca dos Corações Partidos. Entre os destaques estão a Cia. de Dança Debora Colker e shows de Emicida, Alinne Rosa e da A Banda Mais Bonita da Cidade.

O lançamento do app marca nova fase da plataforma #CulturaEmCasa. O app ampliará ainda mais o acesso à programação da plataforma, que possui mais de três mil conteúdos, 5,6 milhões de visualizações, atingindo 3,5 mil cidades e 157 países. Este ano, em comemoração ao aniversário de um ano, o #CulturaEmCasa, transmitiu lives de artistas como Tom Zé, Angela Ro Ro, Oswaldo Montenegro e Camila Pitanga, entre outros.

A ferramenta reúne também conteúdos dos Teatro Sérgio Cardoso, de Araras, do Museu da Diversidade Sexual e das instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, entre as quais a OSESP, a Jazz Sinfônica, a Pinacoteca, a São Paulo Companhia de Dança, o Conservatório de Tatuí, o Projeto Guri, Fábricas de Cultura, TV Cultura, Poiesis, Bibliotecas, e os Museus da Imagem e do Som, do Futebol, Índia Vanuíre, Casa de Portinari Felícia Leirner/ Auditório Claudio Santoro.

A ideia de difundir o conteúdo produzido por São Paulo se expandiu e a plataforma #CulturaEmCasa firmou parcerias com outras Secretarias Estaduais de Cultura, dentro do projeto Ponte Aérea. Atualmente a plataforma detém e transmite conteúdos do Rio Grande do Sul, como por exemplo, o Festival de Cinema Negro em Ação e os concertos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre; o projeto Música Conecta com o Espírito Santo e com o estado do Ceará, em que são transmitidos eventos artísticos de grande porte do cenário cearense.

Fonte: www.cultura.sp.gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *