Prêmio RD Station de Jornalismo anuncia vencedores

Prêmio RD Station de Jornalismo anuncia vencedores

Com o tema “Como os empreendedores brasileiros encararam a pandemia”, a premiação reconheceu os melhores trabalhos em cinco categorias  A RD Station, líder no desenvolvimento de softwares voltados para o crescimento de médias e pequenas empresas, anunciou nesta quinta-feira (27/05) os vencedores e finalistas do 1º Prêmio RD Station de Jornalismo. A premiação cobriu produções editoriais veiculadas de março de 2020 a fevereiro de 2021, com foco no desenvolvimento do empreendedorismo brasileiro durante a pandemia. A iniciativa é parte de uma série de ações para celebrar os 10 anos da RD Station e tem apoio institucional da Endeavor. Foram mais de 220 inscrições, divididas em cinco categorias: reportagem impressa e online, reportagem em vídeo, reportagem de rádio e episódio de podcast, newsletter e site revelação. A comissão julgadora foi formada por empreendedores, acadêmicos, jornalistas, além de executivos da RD Station. Confira agora os finalistas e vencedores de cada uma das categorias, apresentadas ontem no encerramento do RD Marketing Day: Reportagem de impresso e online O primeiro lugar ficou com a jornalista Letícia Ginak, autora da reportagem Empreendedor da periferia de SP sofre outras dores na pandemia, publicada no Estadão em junho de 2020. A matéria trouxe um olhar cuidadoso sobre um tema complexo: como a informalidade jurídica, a falta de logística e ausência do mundo digital faziam com que comerciantes e clientes de áreas pobres da capital paulista vivessem em um mundo à parte daquele visto na explosão nas vendas das gigantes do comércio eletrônico. O segundo lugar ficou com a jornalista Juliana Américo, autora da reportagem Por um fio: a luta dos pequenos negócios e a ajuda que vem dos grandes, publicada pela VOCÊ S/A.  A jornalista Claudia Varella completou a lista de finalistas com a matéria especial para o UOLEmpresas aprendem na crise, mostrando as histórias de empreendedores que usaram a tecnologia para se reinventar. Reportagem em vídeo (TVs e plataformas de streaming) Nesta categoria, foram avaliadas entrevistas, séries ou documentários em TV, além de programas em plataformas de vídeo. A vencedora foi a jornalista Rafaela Vivas, com a matéria produzida para o Repórter Justiça, da TV Justiça, com o tema: Arte e a cultura em tempos de pandemia. A reportagem aborda mudanças no mercado de artes, cultura e o impacto econômico do fechamento das atividades no setor. Em segundo lugar ficou a reportagem A pandemia e o aprendizado para a vida financeira, do Jornal da Band, assinada pelo jornalista Pedro Pannuzio. Já a terceira colocação ficou com o jornalista Renato Franco, da Rede Minas, pelo trabalho O Ribeirão é um Mar, uma série de reportagens que aborda a solidariedade, união e força dos habitantes de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais. Reportagem de áudio (rádio e podcasts) O grande vencedor nesta categoria foi o podcast Do Zero ao Topo, da Infomoney, apresentado pela jornalista Letícia Toledo. Acostumada a contar as histórias de empresários e empreendedores de destaque, a jornalista produziu uma edição especial para a pandemia: Gestão de crise – os conselhos de grandes empreendedores para encarar o momento atual. O segundo lugar ficou com os jornalistas Carol Sandler e Danilo Gobatto, que produzem e apresentam o podcast Meu Dinheiro, Minhas Regras, da Rádio Bandeirantes, que trouxe um episódio com o tema Como ter sucesso abrindo a própria empresa. Fechando a lista de finalistas está o Toque de Mídia, que aborda temas relacionados ao mundo da comunicação e o impacto que as novas tecnologias têm em nossas vidas e nos negócios. Newsletter do ano Um dos formatos que vem ganhando cada vez mais espaço entre os consumidores de notícias, a categoria newsletter teve como grande vencedora a The Shift, assinada pelas jornalistas Cristina De Luca e Silvia Bassi. A The Shift resume diariamente as principais notícias de empreendedorismo, inovação e transformação digital de uma maneira simples e direta. O segundo lugar ficou com a Codex, que aborda assuntos do universo da inovação, fusões e aquisições, comandada pelo jornalista Gustavo Brigatto. O terceiro lugar ficou com a Fintech Brasil News, que aborda conteúdos sobre startups financeiras, criado em 2016 pela jornalista Léa De Luca. Site revelação Esta categoria reconheceu publicações mais jovens que se destacaram na cobertura do empreendedorismo no Brasil durante a pandemia. O grande vencedor foi o Startups, do jornalista Gustavo Brigatto. O site foi criado em 2020 com o principal objetivo de preencher uma lacuna de informação no ecossistema de startups e empreendedorismo na América Latina. O segundo colocado foi o The Shift, das jornalistas Cristina De Luca e Silvia Bassi. Já em terceiro lugar o destaque ficou para o site Meus Sertões, projeto que tem por objetivo descobrir e contar histórias relacionadas às 1.262 cidades do semiárido brasileiro. Sobre a RD Station A RD Station é líder no desenvolvimento de software (SaaS) voltado para o crescimento de médias e pequenas empresas. Seus dois produtos – RD Station Marketing e RD Station CRM – somam 30.000 clientes em mais de 20 países. Possui uma divisão de conteúdo, mídia e educação para clientes e parceiros, em que estão os sites Resultados Digitais e Agência de Resultados, e mais de 700 funcionários em toda a América Latina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *