Smart Home: 10 Tecnologias Essenciais Para Deixar A Sua Casa Mais Inteligente

Smart Home: 10 Tecnologias Essenciais Para Deixar A Sua Casa Mais Inteligente

Acender as luzes por comando de voz, abrir as portas sem o uso de chaves, controlar os eletrodomésticos pelo celular e ter um robô que faz a faxina de casa não é mais um cenário restrito aos filmes de ficção científica. Segundo dados da Aureside (Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial), o Brasil tinha entre 1,4 milhão e 3,2 milhões de casas inteligentes em 2020.

Uma smart home, por definição, consiste na integração de dispositivos e tecnologias capazes de garantir maior controle, segurança, conforto e automação para as residências. Ao simplificar tarefas cotidianas – como ligar a cafeteira ou ajustar a temperatura do ar condicionado -, essas ferramentas ajudam a tornar a experiência em casa ainda mais acolhedora.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

“A tecnologia já faz parte do nosso cotidiano e isso não é diferente nas residências. A vantagem das casas inteligentes é que elas podem ser personalizadas com base no estilo de vida de cada um. Algumas famílias investem em praticidade, outras em acessibilidade ou segurança”, diz José Roberto Muratori, diretor-executivo da entidade.

Embora mais consolidado em outros países como Estados Unidos e China, onde as smart homes movimentam cerca de US$ 25 bilhões, de acordo com a Aureside, o setor tem no Brasil um mercado potencial que deve ser levado em conta. O país ocupa o 11º lugar no ranking mundial do segmento, responsável por uma movimentação de U$ 1,1 bilhão em 2020. “Ainda que esse número seja baixo em relação a outras regiões, o crescimento do setor no Brasil é significativo. Em 2015, apenas 0,5% das casas no país eram consideradas automatizadas. Em cinco anos, esse número pode chegar a 12%, o que é um salto importante”, diz Muratori. A Aureside projeta que o mercado brasileiros atinja US$ 3,1 bilhões em 2025.

ACESSIBILIDADE

“A automação residencial já existe há muitos anos. Mas, recentemente, vivemos uma mudança significativa no setor: antes, havia um aplicativo para controlar as lâmpadas, um para a câmera e outro para controlar as fechaduras, o que deixava a experiência do consumidor ruim. Hoje, os sistemas estão integrados, muito mais acessíveis e fáceis de usar”, diz Rafael Assa, diretor da Geonav, marca que desenvolve ferramentas tecnológicas e oferece uma linha exclusiva de produtos smart home Geonav.

Segundo o executivo, uma casa inteligente pode facilitar o dia a dia de, por exemplo, pessoas com deficiência. Alguns dispositivos, como sensores de fumaça, emitem alertas de sons e luzes em caso de vazamento, contribuindo para que indivíduos com dificuldades de visão ou audição possam identificar o problema em suas casas. “As ferramentas também podem ajudar quem tem algum tipo de dificuldade motora. Se a pessoa está deitada na cama, mas precisa apagar a luz, pode fazer isso diretamente com o comando de voz, sem precisar se deslocar até o interruptor”, completa o executivo.

Outra vantagem é a interface intuitiva dos dispositivos, que podem ser facilmente utilizados por crianças, idosos ou qualquer pessoa que não tenha muita familiaridade com tecnologia, tornando a experiência muito mais democrática.

“É importante que as pessoas saibam que casa conectada e inteligente não são sinônimos. A primeira categoria pode ser, simplesmente, uma lâmpada conectada na cabeceira da cama. Já as casas inteligentes são aquelas que usam os dispositivos integrados, com o objetivo de realizar atividades automatizadas”, explica Rafael Assa, diretor da Geonav,

Hoje, o mercado já oferece uma grande variedade de produtos e tecnologias que tornam as residências mais inteligentes. Apesar de tantas opções, alguns produtos são peça-chave para a automação. Pensando nisso, a Forbes selecionou 10 tecnologias essenciais para tornar uma casa mais inteligente. Veja, na galeria de fotos a seguir, quais são elas: Assistente virtual   Os assistentes virtuais são peça-chave para uma casa conectada e inteligente. Os dispositivos possuem microfones que ficam atentos o tempo todo, apenas aguardando um comando de voz para reproduzirem músicas ou podcasts, informar sobre a hora e o tempo, acender ou apagar as luzes, controlar a TV e fazer uma lista de tarefas, entre outras ações. O sistema também é capaz de fazer pesquisas na internet, programar alarmes, contar piadas e fazer imitações de personalidades famosas, como Silvio Santos, William Bonner e Galvão Bueno.  Os principais modelos disponíveis no mercado são a Alexa, da Amazon; e o Google Assistente. Eles podem ser instalados nos diferentes ambientes e cômodos de uma casa, oferecendo mais praticidade, conforto e organização das rotinas do dia.  Preço: a partir de R$ 349 (Alexa)

 Sensor inteligente de gás e fumaça   Ao detectar o menor sinal de vazamento de gás ou fumaça em um ambiente, estes aparelhos são acionados e emitem avisos sonoros para alertar o usuário. Com a finalidade de tornar a residência ainda mais segura, a tecnologia envia notificações - em tempo real - para o smartphone, alertando os moradores do problema mesmo quando eles não estão em casa.  Para facilitar a identificação dos problemas e contribuir para a acessibilidade de pessoas com problema de audição, alguns modelos também liberam sinais de luz, que permitem verificar com mais facilidade eventuais transtornos. Por ser conectado diretamente à rede Wi-Fi, o usuário não precisa providenciar uma central de comando à parte, garantindo maior praticidade e conforto.  Preço: cerca de R$ 249 (sensor de gás) e R$ 229 (sensor de fumaça) Fechadura inteligente com biometria   Com essa fechadura, você não precisa mais perder tempo tentando lembrar onde guardou as chaves: basta usar uma senha ou sua própria impressão digital para liberar a porta. Os modelos disponíveis no mercado se diferenciam, principalmente, pela possibilidade de acesso com cartões magnéticos, número de senhas e configurações de entrada. Em alguns casos, as portas também podem ser abertas de forma remota, via aplicativo, garantindo ainda mais conforto e praticidade.  Outra vantagem é que com as fechaduras inteligentes não há a preocupação se a porta está ou não devidamente trancada. A tecnologia possui uma solução “bate e fecha” que tranca as portas automaticamente assim que elas são fechadas.  Preço: cerca de R$ 1.299

 Câmeras de segurança Wi-Fi   As câmeras Wi-Fi podem ser instaladas em qualquer ambiente da casa e permitem o monitoramento mesmo a distância, com gravação na nuvem. Além de garantir a maior segurança do patrimônio, alguns modelos também podem vigiar animais de estimação e operar como uma babá eletrônica, com visão noturna e áudio bidirecional.  As imagens são registradas em full HD e compartilhadas em tempo real nos aplicativos móveis. Em alguns casos, o aparelho conta com sensores infravermelhos que detectam movimentos e capturam imagens mesmo sem iluminação.  Preço: cerca de R$ 268 cada

  •  Central de controle infravermelho   Este é o aparelho ideal para gerenciar todos os dispositivos infravermelhos da casa em um só lugar. Por comandos de voz ou aplicativo, a central de controle tem uma área de cobertura de 360º e permite ligar ou desligar a TV, trocar de canal, controlar o home theater, receiver e até ajustar a temperatura do ar condicionado antes de entrar em casa.   Com a tecnologia integrada, o usuário não precisa mais coordenar os diferentes controles remotos da casa e pode ajustar os dispositivos do jeito que mais lhe agrada em poucos segundos.  Preço: cerca de R$ 170

Assistente virtual Os assistentes virtuais são peça-chave para uma casa conectada e inteligente. Os dispositivos possuem microfones que ficam atentos o tempo todo, apenas aguardando um comando de voz para reproduzirem músicas ou podcasts, informar sobre a hora e o tempo, acender ou apagar as luzes, controlar a TV e fazer uma lista de tarefas, entre outras ações. O sistema também é capaz de fazer pesquisas na internet, programar alarmes, contar piadas e fazer imitações de personalidades famosas, como Silvio Santos, William Bonner e Galvão Bueno. Os principais modelos disponíveis no mercado são a Alexa, da Amazon; e o Google Assistente. Eles podem ser instalados nos diferentes ambientes e cômodos de uma casa, oferecendo mais praticidade, conforto e organização das rotinas do dia. Preço: a partir de R$ 349 (Alexa)Próxima TelaGaleria automática Tela cheia1/10 SLIDES © Smith Collection/Gado/Colaborador/Getty Images

Assistente virtual Os assistentes virtuais são peça-chave para uma casa conectada e inteligente. Os dispositivos possuem microfones que ficam atentos o tempo todo, apenas aguardando um comando de voz para reproduzirem músicas ou podcasts, informar sobre a hora e o tempo, acender ou apagar as luzes, controlar a TV e fazer uma lista de tarefas, entre outras ações. O sistema também é capaz de fazer pesquisas na internet, programar alarmes, contar piadas e fazer imitações de personalidades famosas, como Silvio Santos, William Bonner e Galvão Bueno. Os principais modelos disponíveis no mercado são a Alexa, da Amazon; e o Google Assistente. Eles podem ser instalados nos diferentes ambientes e cômodos de uma casa, oferecendo mais praticidade, conforto e organização das rotinas do dia. Preço: a partir de R$ 349 (Alexa)

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *