Urbanature integra valores em modelo de negócio inovador

Urbanature integra valores em modelo de negócio inovador

A mente inquieta do fotógrafo, publicitário e atleta Gustavo Duarte, 26 anos, está por trás e à frente da marca Urbanature – Filme e Arte. Empresa é responsável por oferecer excelência em serviços de hospitalidade e produções audiovisuais.

Localizada em São Paulo, no bairro do Brooklin, integra um mix de serviços com propósitos intimamente ligados à informação, esporte, cultura e arte. Roteirização e direção cinematográfica; concepção e realização de eventos artísticos, culturais e esportivos compõem o modelo de negócio.

“Há cinco anos, comecei como fotógrafo profissional de esportes radicais e crossfit. Percebi que eram segmentos em ascensão e que movimentavam outros mercados, como o de audiovisual. A fotografia publicitária levou à galeria de obras fotográficas, à produtora e por fim, ao comfort hostel”, resume Gustavo Duarte.

Assessoria para atletas

Serviço surgiu com os esportes alternativos, quando a Urbanature decidiu patrocinar alguns atletas amadores emergentes, nas modalidades de triatlo e paraglider. Ajudou no desenvolvimento comercial e no posicionamento da imagem dos atletas; suporte na estruturação de marca pessoal e comunicação com o mercado em geral. Na época, atraiu marcas como Mormaii e R2L.

Hospitalidade e soluções audiovisuais

Nas duas unidades da Urbanature, é possível pernoitar em acomodações muito confortáveis, alugar um estúdio para fotografia e vídeo e, também, locar espaço da propriedade para produções audiovisuais. Na primeira unidade, estão expostas obras fotográficas de Gustavo Duarte – também disponíveis para venda no e-commerce da empresa.

A produtora se consolidou no mercado cinematográfico e fashion, com o lançamento do longa metragem documentário Evolutionature – o esporte como evolução. Hoje, estreita o foco em produção de filmes independentes e trabalhos publicitários no segmento de moda esportiva em geral.

Um novo perfil

A indústria do esporte de aventura mudou muito. Se antes as empresas que exploravam esse nicho de mercado trabalhavam de forma improvisada e quase que artesanal, hoje se vê pesos pesados da economia se aventurando em um setor que não para de crescer.

Nota-se que gigantes, como a montadora Fiat, as fabricantes de artigos esportivos Timberland e Try On e a indústria de bicicletas Caloi se rendem a esse nicho. Todas se interessam por um mercado que, no Brasil, movimenta US$ 300 milhões por ano e cresce a uma média anual de 25%.

O Brasil, definitivamente, entrou no mapa dos principais mercados de esportes de aventura. Prova disso é que a revista americana Outside, a bíblia dos praticantes de modalidades radicais nos EUA, com dois milhões de assinantes, desembarcou no país.

Publicada pela editora Rocky Mountain, de Carlos Alzugaray, diretor executivo da Editora Três, já está na sua 4ª edição. Com tiragem mensal de 40 mil exemplares, rapidamente ganhou destaque no mercado editorial brasileiro.

Logística favorável

Localizada no Brooklin, zona sul de São Paulo, próxima às avenidas Faria Lima, Berrini e Santo Amaro, fica a dois quilômetros do aeroporto de Congonhas. Todas as informações detalhadas sobre disponibilidade de hospedagens e produções audiovisuais estão no site e nas redes sociais.

“Nossa maior satisfação é poder compartilhar estrutura, expertise e inovação, de forma competente e fraterna”, finaliza Gustavo Duarte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *