Vida do maior novelista do Brasil Aguinaldo Silva vai se transformar em espetáculo de teatro. Texto de Julio Kadetti.

Vida do maior novelista do Brasil Aguinaldo Silva vai se transformar em espetáculo de teatro. Texto de Julio Kadetti.

Inspirado no livro de mesmo nome escrito por Aguinaldo Silva em 1999, o espetáculo LÁBIOS QUE BEIJEI vai  mostrar uma parte  desconhecida e polemica da vida do, hoje, famoso autor de novelas e série de sucesso.

Escrito pelo roteirista Júlio Kadetti ( autor de espetáculos polêmicos como LUZ DEL FUEGO e CLARICE E OS CORAÇÕES SELVAGENS),  o espetáculo    contará  o período entre 1969 e 1971, quando Aguinaldo, vindo de Pernambuco, foi morar em uma pensão miserável no bairro da Lapa, zona central do Rio de Janeiro, onde se envolveu com lendários personagens do submundo carioca como  a perigosa  cafetina transsexual DEBORA KAR  que se apresentava como “a Rainha da Lapa” e com um jovem malandro sedutor conhecido  como ALEMÃO DA LAPA,  com quem Aguinaldo viveu um tórrido romance até ser preso e enviado para a terrível prisão militar da Ilhas da Flores, onde aqueles que eram considerados inimigos do Estado, eram presos e torturados.

Misturando drama, comédia, romance, fatos históricos e uma grande dose de sensualidade ,o espetáculo nasce com a intenção de ser também uma ode à liberdade, já que , que se mesmo se passando no auge da ditadura política-militar que tomou conta do Brasil até o início da década de 1980, período do terrível AME-O OU DEIXE-O,  infelizmente,  guarda semelhanças com os dias atuais onde a comunidade LGBT é violentamente atacada e artista é classificado como marginal  por grupos políticos religiosos que cultuam o fascismo, banalizam do nome de Deus e utilizam o discurso da moralidade para cometer a imoralidade. span>

Autor de 20 novelas, 10 séries, 18 livros,  único autor global que só escreveu novelas para o horário das 21horas e único novelista brasileiro a ganhar dois EMMYS,  Aguinaldo Silva não participou da escrita do roteiro , mas, apesar das passagens polemicas ,  aprovou o  espetáculo sem qualquer restrição.

“-Gostei muito do andamento da adaptação e da linguagem com um  tom bem acima do realismo, quase onírica. É um trabalho portentoso  e com  um tom de nostalgia que me agradou muito.  Nas três leituras que fiz do texto, muitas vezes me emocionei.”an>

Ainda não foi definido o nome do  ator que  fará o papel  de AGUINALDO SILVA. No entanto, para a produção, a maior dificuldade  será  encontrar  o ator  ideal para viver o ALEMÃO DA LAPA,  jovem, loiro, lindo, com profundo  e sedutores olhos azuis …  Além  do talento para interpretação, o ator também precisa ser desinibido, já que o espetáculo terá várias cenas de nudez.

Em breve a produção irá abrir testes para seleção do elenco principal  que será  marcado pela diversidade;   uma atriz transsexual,  uma atriz negra que  dará vida  a angustiada prostituta TWIST, um ator negro para viver o jovem homossexual  apaixonado e vingativo BIXETE, uma atriz oriental que fará a personagem PAULISTA ( a mulher rica que abandona a vida de luxo em São Paulo para viver  como mendiga nas ruas da Lapa).

Apesar de ser um espetáculo com grande potencial midiático, se depender do roteirista Júlio Kadetti, LÁBIOS QUE BEIJEI não terá nenhuma estrela Global em seu elenco. O objetivo é trabalhar com  atores profissionais desconhecidos do grande público.

Fonte- Ovadia Saadia – 5511 99187 7174

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *