Evento internacional reunirá especialistas para debater uma economia circular e azul para o Brasil e Comunidade Atlântica

Evento internacional reunirá especialistas para debater uma economia circular e azul para o Brasil e Comunidade Atlântica

55 palestrantes de 13 países apresentarão propostas para trazer a discussão pela primeira vez ao país entre 5 e 7 de julho. Organizadores esperam a participação de acadêmicos e representantes de entidades do segmento. Inscrições com desconto até 30/06.

 Em sua primeira edição, o Summit Blue-ing the Circular Economy abordará – de uma forma bem detalhada – a Economia Circular e Azul e será realizado virtualmente entre 5 e 7 de julho de 2021. Ao todo 55 palestrantes nacionais e internacionais (entre investidores, pesquisadores e representantes de entidades ligadas ao tema) participarão dos debates online. Todos buscando encontrar soluções e inovações tecnológicas para algumas ações que precisam de um olhar para as externalidades, desde a terra até o mar.

Diante do cenário atual de acelerada mudança climática e de pressão por modelos de negócio e por portfólios de investimento que se estruturam a partir de uma agenda ESG (sigla em inglês para “environmental, social and governance”, ou seja, “ambiental, social e governança”), e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a Economia Circular e Azul ganha forma aos poucos. “Ela é uma das grandes oportunidades das próximas décadas e envolve diferentes temáticas: gestão de resíduos, bioeconomia azul, turismo responsável, conservação de manguezais e carbono azul”, pontua Tatiana Zanardi, uma das organizadoras do Summit e diretora do comitê de economia circular e azul do Climate-Smart Institute.

O evento quer estimular a construção de ideias orientadas à ação, para que as soluções saiam do papel e ganhem escala. Por isso, haverá o compartilhamento de cases que fortalecem a economia de transição para a da circularidade azul, a análise de segmentos específicos a partir de uma perspectiva ESG, com foco em oportunidades, além da conexão entre soluções, negócios e investimentos que darão suporte à construção da Economia Circular e Azul para o Brasil.

“Além de compartilhar modelos de negócios que aliam economia circular e economia azul, traremos também mecanismos inovadores de financiamento, mirando os fluxos econômicos entre cadeias de valor, e arranjos de blended finance”, destaca Angélica Rotondaro, diretora executiva do Climate-Smart Institute.

O Summit é norteado por três grandes eixos temáticos: “Economia Circular e Azul e Comunidade Atlântica ” (5/07), “Modelos para Conservação da Biodiversidade da Economia Circular e Azul”  (6/07) e “Como financiar a economia circular e azul” (7/07). Palestrantes renomados do Brasil, Portugal, Angola, São Tomé e Príncipe, Barbados, Bonaire, Holanda, Cabo Verde, Colômbia, Estados Unidos e Curaçao já confirmaram presença.

Na lista dos painelistas convidados estão Vidar Helgesen, Nobel Foundation; Daniela Garcia, do Capitalismo Consciente Brasil; Elena Perez, do Fórum Econômico Mundial agenda Ocean Action; Fábio Alperowitch, da Fama Investimentos; Guilherme Dutra, diretor do Programa Oceano, da Conservação Internacional; Patrick Elmer, da iGravity; Philippe Prufer, Conselheiro da WWF Internacional; Kim Poldner, The Hague University, Centre of Expertise Mission Zero; Elsa de Morais Sarmento, pesquisadora associada da NovaÁfrica – Nova Business School de Lisboa; Heloisa Schurmann, velejadora e uma das líderes da Voz dos Oceanos; Temóteo Neves, Diretor Nacional de Planeamento do Governo Provincial São Tomé e Príncipe; Tonika Thompson, Embaixadora de Barbados no Brasil entre outros.

As inscrições estão abertas pela plataforma Sympla e podem ser efetivadas por aqui. O investimento é de R$60,00 até 30 de junho.  A programação conta com painéis e mesas redondas em português e inglês.

Summit Blue-ing the Circular Economy é uma iniciativa do Climate Smart Institute (think tank criado no Brasil para alavancar o debate e investimentos para a construção de inovações climáticas), conta com a parceria estratégica de Conservação Internacional Brasil, Mauá Capital, Instituto Clima e Sociedade, FIT Instituto de Tecnologia, ESG X e WWF; e o apoio institucional da Capitalismo Consciente Brasil, Clima e Oceano, Observatório do Clima, Impact Hub, Alimi Impact Ventures, Paiche Consultoria e Ocean Eyes Productions..

This image has an empty alt attribute; its file name is Save-the-date-final-3-1024x1024.jpg

SERVIÇO:

Evento: Summit Blue-ing the Circular Economy
Data: 05 a 07 de julho de 2021
Formato: Virtual
Informações: blueeconomy.com.br
Inscriçõeshttps://www.sympla.com.br/summit-blue-ing-the-circular-economy__1238778

AGENDA TENTATIVA

5 de Julho – Economia Circular e Azul & Empreendedorismo09h30 – Abertura por Climate-Smart Institute
10h – Philippe Prufer, Board Member WWF International, Past Board Member WWF Brazil
10h30 – Kim Poldner, Prof. Circular Business, The Hague University (somente em inglês)
11h – Daniela Garcia, Capitalismo Consciente Brasil
11h20 – Perguntas e Respostas
11h40 – Roundtable: Viabilizando soluções (tecnologia+regulamentação) por uma economia neutra de resíduo plástico
Lisa Lieberbaum, Gerente de Sustentabilidade em Embalagens da Ambev
Erica Tavares, bióloga ambiental, ecologista e co-fundadora da EcoAngola
Carlos Ohde, Diretor Geral do FIT Instituto de Tecnologia
Moderação: Arminda Augusto, Jornalista e Gerente de Projetos e Relações Institucionais Grupo Tribuna

14h – RoundtableA conexão lusófona atlântica e a economia circular e azul
Helmute Barreto, Conselheiro sobre Economia Azul do Governo Provincial de São Tomé e Príncipe
Suely Araujo, Especialista Sênior em Políticas Públicas no Observatório do Clima, Brasil
Manuel Pinheiro, FAO Cabo Verde
André Forte, Startup Portugal
Leonor Picão, Turismo de Portugal
Moderação: Joel Costa, Angola

15h – Roundtable: Construindo resiliência por meio de modelos de negócios azuis e circulares em Países Insulares em Desenvolvimento/ Building resilience through blue and circular business models in SIDS
Temóteo Neves, Director Nacional Planeamento Governo Provincial São Tomé e Príncipe
Tonika Sealy-Thompson, Embaixadora de Barbados no Brasil
Fátima Monteiro, IEMAC, Instituto de Estudos da Macaronésia
Elsa Sarmento, Novafrica
Moderação: Gonçalo Colaço, Jornal da Economia do Mar, Portugal

6 de Julho – Modelos para Conservação da Biodiversidade da Economia Circular e Azul10h – Abertura por Climate-Smart Institute
Por que focar em “the economics of the environmental” para uma Economia Circular e Azul

10h20 – Elena Perez, Ocean Action Agenda, Fórum Econômico Mundial (WEF) – (somente em inglês)
Friends of Ocean Action: A Healthy Ocean Strengthens Resilience

10h40 – Guilherme Dutra, Diretor do Programa Oceano, Conservação Internacional
Integrando as conexões de uma cadeia Terra & Mar – o case de Abrolhos

11h – Roundtable: A vida no modo resiliência climática e o impacto do plástico no oceano
Daniela Lerário, Membro Efetivo Conselho do Sistema B Brasil, Co-lead Climate Champions, Expedition
Heloisa Schurmann, velejadora, ativista ambiental e uma das líderes da Voz dos Oceanos
Nathalie Gil, Diretora de Desenvolvimento da Sea Shepherd Brasil
Tatiana Zanardi, Dir. do Comitê do Oceano do Climate Smart Institute, velejadora, Ocean Eyes Productions
Moderação: Paulina Chamorro, Podcast Vozes do Planeta, National Geographic, co-founder Liga das Mulheres pelo Oceano

12h – Roundtable: A influência da cadeia de pesca e turismo na conservação dos manguezais e a conexão com o carbono azul
Adriana Sanchez, Diretora de Estratégia de Seafood Responsável do programa Wave of Change da Iberostar
Leonardo Bakker, Conservation Strategy Fund
Marília Lignon, Coordenadora do grupo de Pesquisa Monitoramento Integrado de Manguezais-UNESP
Moderação: Cintia Miyaji, co-fundadora da Paiche Consultoria e Aliança Brasileira pela Pesca Sustentável

14h – 18h Lab (Para convidados) – Sinergias e oportunidades econômicas entre as cadeias produtivas de pesca, turismo e conservação em Abrolhos Terra e Mar.

7 de Julho – Como financiar a Economia Circular e Azul?
10h – Abertura por Climate-Smart Institute
10h20 – Patrick Elmer, iGravity  (somente em inglês) – Mobilizing more finance for the SDGs – Opportunities and pitfalls of venture philanthropy, impact-linked finance and impact investments
10h40 – Fabio Alperowitch, FAMA Investimentos
ESG nas Cadeias de Valor para além do FOB
11h – Elsa de Morais Sarmento, Pesquisadora Associada da NovaAfrica da Nova Business School de Lisboa
A microeconomia dos arranjos macroeconômicos de desenvolvimento de países insulares

11h20 – Roundtable: Modelos de negócios aliados à conservação em áreas costeiras e países insulares e o potencial de investimento via filantropia estratégica e investimento de impacto.
Anna Carolina Lobo (WWF Brasil)
Ana Paula Prates (Liga das Mulheres pelo Oceano)
Paulo Bertuol (STINAPA – Fundação de Parques Nacionais de Bonaire, Caribe holandês)
Alexandre Lindenbojm (Wright Capital e Latimpacto)
Carlos Alberto Santos, Pescador e Liderança da RESEX de Canavieiras, Membro da CONFREM BRASIL
Moderação: Andrea Minardi (Insper)

12h20 – Roundtable: Blue Carbon – o que, para quem e como
Emily Kelly, PhD, Uplink Ocean Community Success Lead, Fórum Econômico Mundial (WEF)
María Diazgranados, Blue Carbon Director, Programa Colombia, Conservation International Foundation
Tatiana Zanardi, Comitê da Economia Circular e Azul do Climate-Smart Institute, Ocean Eyes Productions
Moderação: Gustavo Pinheiro, Portfólio de Economia Carbono Zero do Instituto Clima e Sociedade

14h – Roundtable: A interface entre regulamentação e mercado de capital para avançar a agenda econômica Circular e Azul
Ana Luci Grizzi, sócia da Veirano Advogados | Carolina da Costa, sócia Mauá Capital | Angélica Rotondaro, Alimi Impact Ventures e Climate-Smart Institute

15h – Roundtable: Blue Bioeconomy: Prospecting in the Deep (somente em inglês)
Anita Fiori, Lead Investment Officer, BID Lab
Mário Frota Júnior, Founding Partner & CEO, Regenera Moléculas do Mar
Valentina Tapia, Director QRILL Sales Chile, Aker BioMarine
R. Paul Herman, ESG Portfolio manager Impact, Investing book author, ESGX
Nigel Lake, Strategy, M&A, Disruption, ESG/Sustainability, B2B tech startups, ESG

Sobre o Climate Smart Institute:

Climate-Smart Institute é um grupo de reflexão para alavancar a Inovação Climática, reunindo tecnologia, empreendedorismo e conscientização para negócios pró-clima na América Latina. Prioriza o apoio a empresas que promovem e valorizam as mulheres na liderança e na governança; produtos e serviços que atendem às necessidades de mulheres e meninas; cadeias de valor sensíveis ao gênero; e igualdade no local de trabalho. O Climate-Smart Institute acredita que a tecnologia é a chave não apenas para promover a escalabilidade de soluções empresariais, mas também como meio de atingir padrões mais elevados de capacitação econômica e social. Informações: http://climatesmart.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *